minervapop

quarta-feira, 14 de abril de 2010

DMCA - ENTENDA PORQUE ALGUNS BLOGS ESTÃO SUMINDO



Quando começamos com o Minerva Pop, a idéia original era a de usar menos vídeos e mais músicas para ilustrar os posts. Instalei um tocador da Yahoo, onde através de um link na internet, o visitante ouve o som no mesmo ambiente do blog, sem precisar sair. Além disso, este tocador permite que com um simples toque no botão direito do mouse, o ouvinte possa dar um "salvar como" e baixar a música para seu computador.

Pelo que conheci depois dentro da blogosfera, nosso número de visitas seria ainda maior se tivéssemos optado por este caminho, uma forma discreta de disponibilizar boas músicas avulsas aos nossos amigos. O download do disco inteiro, puro e simples, nunca foi nosso objetivo. Primeiro por fugir um pouco da proposta do blog, que é mais focado na opinião e informação, segundo porque sempre achamos que havia muitas outras pessoas com maior competência que a gente neste ramo.

Com pouco mais de um mês no ar, uma novidade. Recebemos um e-mail do Blogger (de propriedade do Google) que dizia que após eles terem sido notificados pela DMCA, sobre a existência de conteúdo que feria a lei norte-americana de direitos autorias, o Blogger havia decidido pela exclusão do referido post, visando evitar problemas futuros. Este mesmo e-mail também nos alertava sobre o risco que o blog corria, caso ocorressem seguidas notificações com este teor.

Fui verificar e vi que sim, o post sobre a banda Yeah Yeah Yeahs havia sido excluido por inteiro do blog. Simplesmente havia sumido. Procurei saber então sobre que diabos significava DMCA. A Digital Millennim Copyrigth Act, regulariza a lei de direito autoral e considera como infratores todos que publiquem conteúdo sem a respectiva autorização do artista. Consultei uma grande amiga, especialista em royalties de uma gravadora multinacional e ela me confirmou que o cerco ia apertar ainda mais.

Decidimos então prosseguir com a utilização de vídeos, sempre oriundos do You Tube, o que nos deixa tranquilos quanto a vigilância da DMCA. Creio que a maioria de vocês que são usuários do You Tube, não percebem, mas este tipo de censura existe lá também. Em todo vídeo postado, há uma opção para incorporação, que normalmente fornece um código em html para quem quiser publicar aquilo em outro lugar. De uns tempos para cá, é muito dificil encontrar clips oficiais de grandes gravadoras com esta opção ativada. Por solicitação das mesmas, o You Tube não fornece este código. Isso torna a vida da gente ainda mais complicada e eu até já deixei de escrever textos por não ter como mostrar alguma mídia de qualidade para completá-lo.

Pois bem, o que percebo é que realmente o cerco está se fechando e blogs e mais blogs especializados em fornecer downloads estão sendo sumariamente banidos do universo blogspot. Esta investida é mundial e já foi até matéria no The Guardian. Parceiros como o Musicasobmedida (com dois endereços, sendo que um já era) e o Fuxuca Marimbondo (escreveram que estão pela bola sete), estão entre os ameaçados de extinção.

Agora fica a pergunta. Este tipo de guerra é possivel de ser travada num ambiente tão vasto e fora do controle como a internet. Será esta, a estratégia correta?

Este post teve o intuito de contar para quem é apenas leitor, uma das razões de você as vezes digitar o endereço de um blog favorito e se deparar com a mensagem de que ele foi removido. Quis também trazer o tema sobre os downloads para discussão e pretendo publicar pelo menos mais uns três textos sobre este assunto que tanto interessa aos amantes da música. 

A idéia é ter dois posts escritos por convidados, um defendendo a politica dos direitos autorais, outro defendendo a livre expressão na rede e fechar com um com a nossa opinião, que tende a não ser radical nem para um lado nem para o outro.

É isso. Abaixo duas músicas de uma das maiores bandas de todos os tempos, o The Clash. A Primeira é "I Fought the Law", cujo refrão repete, " Eu lutei com a lei e a lei venceu". A segunda é "Know Your Rights", onde a terceira regra diz: "Você tem o direito de livre expressão / Enquanto você não for burro o suficiente / Para realmente tentar".





19 comentários:

  1. O post de hoje traz à tona um fantasma que ronda no meio musical,os downloads,no meu blog eu gosto de escrever sobre os cantores e bandas que me interessam a disponibilização de cds para downloads é uma forma que tenho de oferecer meus leitores musicas de qualidade.Ate entendo as gravadoras exigirem seus direitos autorais ,é o trabalho deles.Mas já vi muitos artistas defenderem os downloads como exemplo,temos Rita Lee e já vi muitos disponibilizarem downloads em seus twitters.Sempre comprei cds e dvds mas comecei a ver que alguns cds de bandas que eu amo estavam muito raro e os que tinham estavam muito caro,como tenho outras prioridades vi no download uma forma de ter um cd sem gastar nada(que fique bem claro não abro mão de comprar um bom cd mas tem que estar ao alcance do meu bolso ou seja um preço acessível).E decidi disponibilizar minhas infinitas coletâneas para os meus leitores por que acredito que todos tem que ter acesso livre a boas músicas.Eles podem excluir blogs,priorizar videos mas isso não vai acabar!se eles excluem um blogs surge uns três com o mesmo propósito.Acredito que teu post dará abertura pra uma discussão interessante.

    ResponderExcluir
  2. Fazer o que? Não tem jeito a perseguição vai continuar e já disse a todos os blogueiros amigos para fazerem download diário do xml do seu blog e já alocarem um segundo endereço como plano B em caso de ser deletado. No mais a Bárbara acima já falou tudo, eles deletam um e surgem dez.

    []s.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigos, eu como já tive meu blog Rock Gratis MP3 que tinha uma media de 3500 visitantes ao dia sumariamente deletado, e ainda Tenho o Casa de Rock Nacional (http://casaderocknacional.blogspot.com//) acho que não tem mal algum o download de musicas via mp3, pra mim é o mesmo que emprestar um cd a um amigo e ele fazer uma copia numa midia qualquer, como proibir isso? é dificil..o Rock Gratis MP3 eu consegui ressuciatr pois fazia backups semanais e comprei um dominio na internet pra tentar evitar ser novamente excluido..e assumindo um risco..aos interessados : www.rockgratismp3.com

    ResponderExcluir
  4. Interssante esse post!!! E antes de mais nada deixa eu me apresentar. Sou o Evandro, uploader do http://bandasdubrasil.blogspot.com (hehe, foi mal pela propaganda). Eu recentemente vi uma reportagem na GloboNews (TV a cabo) dizendo justamente isso: "Blogs com conteúdos gringos sendo excluídos". E sobre a parte de disponibilizar CDs para downloads pra mim está longe da pirataria. Pra mim e o dicionário que eu tenho em casa, pirataria é quando o índividuo obtem lucro COMERCIALIZANDO alguma cópia de qualquer coisa sem que o autor/proprietário saiba. Concordo com o Demétrios quando ele diz "é o mesmo que emprestar um cd a um amigo e ele fazer uma copia numa midia qualquer". Antigamente eu comprava CD original, e os q eu achava muito bons eu emprestava para uns amigos, que por sua vez faziam copias e passavam posteriormente para os amigos deles...assim por diante. Hj em dia pra mim a única coisa que mudou foi o jeito que isso é feito: Pela Internet" Mas o efeito é o mesmo. E pra mim isso é irreversível. Eles podem tentar acabar com isso, mas não vão conseguir. Isso é maior que eles. Por enquanto o blog que eu participo não corre risco, pois isso só está acontecendo por pressão de gravadoras gringas no google, e o meu blog só tem bandas brasileiras. Me considero um sortudo =).
    VLW.

    ResponderExcluir
  5. É crítica a situação.
    Pra falar a verdade, até entendo a cobrança de direitos e tal... Mas acho que até os próprios artistas sabem que o que move a internet é isso. Exemplo disso foi o Radiohead e Coldplay.
    Imagine o mundo sem torrents ou os mp3's... Diria que uns 85% de quem usa a internet não usaria mais, pq ngm vive só de emails, orkut, msn e youtube.
    Eu mesmo acho que quase nem usaria, e servidores de hoospedagem nem seriam necessarios, blogs tbm não, a não ser o tweeter lá (sei lá).
    Enfim a internet existe pra compartilhar as coisas mesmo, como o Demétrios acima descreveu, é como se uma pessoa comprou e emprestou pra outra, que empresotu pra outra, e assim vai. Se proibirem isso, ficaremos alienados á muita coisa.

    ResponderExcluir
  6. Excelente Post...pertinente...porém discorto quanto a considerar "download" como "emprestar" midia para um amigo.....e acho que deve ser criado uma forma de compartilhar, porém preservando os direitos do "artista"....

    Anselmo

    ResponderExcluir
  7. Obrigado a todos pela visita e grande participação nos comentários.
    Desde o da Bárbara, passando pelo Dagon, Demétrios, Evandro e Kieslowski, a linha de raciocinio é mais ou menos a mesma.
    Não é crime disponibilizar músicas na rede, não adianta excluir os blogs, porque aparecerão outros no lugar e isso é irreverssível.
    Concordo.
    O mundo mudou e a indústria fonografica tem que entender isso. Com tantos executivos bem pagos trabalhando por lá, me parece pouco inteligente esta politica de perseguir os blogs. Eles precisam é entender a nova realidade e aprender a trabalhar com ela.
    A Bárbara falou muito bem, que as vezes o disco em questão nem está disponível para compra...
    Outra coisa legal, foi o efeito positivo de que por faturarem menos com venda de discos, os grandes artistas tem que sair em turne mundo afora se quiserem manter a renda de milionarios. Não dá mais para lançar um disco a cada dois anos e descansar.
    O assunto é polemico e por esta razão, ouviremos todos os lados. A discussão não para por aqui...

    Abraços

    Sandro

    PS: aos que apareceram por aqui pela primeira vez, sintam-se convidados a retornarem e contem com minha visita nos blogs de vocês.

    ResponderExcluir
  8. Sandro,
    quando criei o Fuxuca pensei em compartilhar os álbuns das bandas que ouço desde sempre. Acabei encontrando um vasto material que ainda não possuia e fui alimentando o blog com ele também. Penso que todo blog que compartilha música promove as bandas e também as tira da obscuridade. Não ganho um tostão com isso e nem quero, tudo que rola no Fuxuca é por puro prazer. Quando publiquei o post "Pela Bola Sete" estava preparando os visitantes para o desaparecimento do blog e também por que já de saco cheio deste DMCA...RSRSRS...Porém, meus camaradas da blogsfera me deram apoio moral - Dagon, por exemplo - e resolvi manter o blog alimentado, fazendo o back up em dia... Como dizia o velho e bom Paulo Cesar Pinheiro...
    "o muro caiu, olha a ponte da liberdade guardiã, o braço do Cristo horizonte abraça o dia de amanhã, olha aí, que medo você tem de nós..."
    Como bem já foi dito em outros comentários, some um aparece dez blogs...
    Quero compartilhar,se alguém quiser ter o original compre...No Brasil compartilhar não é crime.
    E tem mais...essa tal Cultura de Massa tem se lascar...CD, DVD e o escambal andam muito caro...como diria o Bruno Mazei (!?)..."Tá caro pra caramba!!!!!!!!"
    Continuo na vigília daqui de minha trincheira.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Fala Big Clash!
    Obrigado por ter colocado sua visão aqui para a gente também!
    Longa vida ao Fuxuca Marimbondo!

    Sandro

    ResponderExcluir
  10. Estava pensando numa coisa, durante cinco anos administrei um fórum de ebooks o PDL - Projeto Democratização da Leitura e lá se compartilha qualquer tipo de livro, eu mesmo digitalizei vários ebooks mas pasmem eu só devo ter lido uns dez e compro uma média de cinco livros mensalmente através da Estante Virtual que barateia muito o preço do livro com sua rede de sebos. A pirataria de livros preocupa editoras que foram rápidas na busca de soluções criando readers e vendendo livros por preços bem abaixo do mercado na internet, isso nos EUA, aqui nem sei a quantas anda a coisa.

    Estava pensando numa coisa, durante cinco anos administrei um fórum de ebooks o PDL - Projeto Democratização da Leitura e lá se compartilha qualquer tipo de livro, eu mesmo digitalizei vários ebooks mas pasmem eu só devo ter lido uns dez e compro uma média de cinco livros mensalmente através da Estante Virtual que barateia muito o preço do livro com sua rede de sebos. A pirataria de livros preocupa editoras que foram rápidas na busca de soluções criando readers e vendendo livros por preços bem abaixo do mercado na internet, isso nos EUA, aqui nem sei a quantas anda a coisa.

    O maior problema é que a música não é a mesma coisa que livro e filmes, os filmes a gente vê e adeus, (pelo menos no meu caso) a música a gente ouve toda hora e o maior problema que atinge esse mercado é o acesso a artistas que jamais você ouviria falar se dependesse de outro tipo de acesso que não fosse a WEB, existem bandas que nunca terão seus albums lançados em determinado país e mesmo que você comprasse em importadoras o preço é impraticável para a grande maioria, eu assumo que não tenho grana para gastar num CD importado do Siena Root ou Witchcraft então pra mim o download de músicas sem visão de lucro é democratizar a cultura e apoio integralmente o compartilhamento. A indústria deve buscar meios de sobreviver aos novos tempos e enquanto isso nós agradecemos as sucessivas tours de bandas como Deep Purple, Kiss, Iron Maiden... se é que vocês me entendem, rs.

    ResponderExcluir
  11. Sou blogueiro e em um dos meus blogs divulgo música. Eu to pouco me importando se as gravadoras não apoiam isso. Só digo que se não fosse a internet e a boa vontade de muitos blogueiros, eu não conheceria nem 10% dos músicos que eu escuto hoje.

    O CD vai morrer. E as gravadoras também. Pois muitos músicos estão gravando seus próprios álbuns e até lançando por selos menos conhecidos. O músico hoje ganha fazendo shows, pois por causa da internet as pessoas acabam pagando para ir nos shows e quanto mais shows melhor para a banda.

    Por isso eu divulgo mesmo, sempre que posso dou espaço para músicos que se quer são conhecidos no Brasil, por foram ignorados por gravadoras e como já foi dito em outro comentário, faço isso por prazer, não cobro nada pra promover uma banda ou trazer ao conhecimento um músico desconhecido. Ahh e tenho que destacar o trabalho da TRAMA, que através de parcerias o músico lança o álbum para download no site da gravadora. Então no site do "Álbum Virtual" você pode ouvir alguns Cds e em outros casos pode até baixar. Apesar de ser fraca perto das grandes gravadoras, sem dúvida é um formato diferente e que não atrapalha o músico em nada, pelo contrário, ele ganha com isso.

    E no mais concordo com tudo que já foi falado nos outros comentários.

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. Bem vindos a “democrática é livre” blogspot!

    Provos Brasil

    ResponderExcluir
  13. Oi amigos do Brasil

    Meu nome é yermandu, trabalho com informática, mais precisamente com software libre.

    Pois bem vou contar uma história para vocês e fazer uma analogia à música.

    Em 1970 os programadores de computadores compartilhavam seus códigos fontes uns com os outros. Esse código-fonte é o que gera os programas (softwares) dos computadores. Poderiamos dizer que é o mesmo que materializar a música seja ela partitura, inspiração, passagem de pai para filho ou sei lá como vocês reproduzem uma música, acho que tablatura seria mais ou menos como o código fonte. Pois bem. Sucedeu-se então que algumas empresas resolveram fechar seus códigos e não mais divulgar para ninguém, nasciam os softwares proprietários. Podemos dizer que os Maestros não queriam mais passar as partituras para os músicos assim somente o spalla teria acesso a partitura e diria aos músicos aprende a tocar e se vira. Revoltado os músicos, ops digo os programadore, resolveram lançar uma licença para poder compartilhar seus softwares.

    Nascia o Software livre que está baseado em quatro liberdades:

    * A liberdade de executar o programa, para qualquer propósito (liberdade nº 0)
    * A liberdade de estudar como o programa funciona e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). O acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.
    * A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2).
    * A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie deles (liberdade nº 3). O acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade.

    Assim podemos traçar um paralelo com a música: imagine se a cada player de audio você tivesse que pedir autorização para instalar. A cada versão do processador de texto (Ms Word, por exemplo). Você tivesse que pedir para a ms para você poder usar. Entre muitos outros softwares, assim podemos executar qualquer programa livre seja qual for a finalidade.

    Podemos estudar esses programas altera-los, ou seja podemos fazer covers, tocar e modificar sem prévia autorização.

    Além disso podemos redistribuir qualquer programa, inclusive nossas modificações, sendo que todo nosso trabalho deverá poder ter a mesma liberdade, ou seja as pessoas podem modificar nossos trabalhos (músicas) se assim desejarem, sem nossa prévia autorização.

    A música deve ser livre, sei que os artistas precisam ganhar dinheiro, e há muitas formas de se fazer isso do que apenas vender cds. Apoio a venda de cds, mas acho que a distribuição deles deve ser livre. Dúvido que algum músico da atualidade não tenha nunca em sua vida tido contato com alguma mp3 distribuida de forma restrita (Leia-se eu compro a música e ouço, mesmo porque até mesmo as rádios deixam de pagar os direitos aos músicos quando tocam, não que todas rádios façam isso.)

    Música livre. Sim.
    Software livre. Sim.
    Plantas livre. Sim.
    Estudo livre. Sim.

    Não sou refém do sistema, e durmo tranquilo quando alguma pessoa baixa meus trabalhos na internet, imaginando que aquilo será de bom uso para o desenvolvimento dela.

    "Controle sobre o uso da idéia de uma pessoa" na verdade constitui controle sobre a vida de outras pessoas; e é geralmente usada para tornar a
    vida dessas pessoas mais difíceis e complicadas.


    Veja mais sobre musica livre em http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%BAsica_Livre
    Procurem por FMP também. O site oficial é http://www.fmp-online.de.

    Ah sim, usem softwares livres também.

    Atenciosamente,
    yermandu

    ResponderExcluir
  14. Oi Sandro.

    "Pirataria é crime. Não roubem os navios!"

    Deixei passar alguns dias para (de cabeça fria) comentar sobre o DMCA.
    No News, recebi avisos do Blogger com as denúncias do DMCA, sobre a existência de posts que feriam a lei norte-americana de direitos autorais, o Blogger "colocando" os determinados posts como rascunho, automaticamente e à revelia. Caso eu voltasse a publicá-los, o Blog estaria sujeito à exclusão. Deixei tais posts no rascunho, não republiquei. Passados alguns dias, tive o Blog sumariamente "removido"(usando o termo deles).
    Mantenho meu Blog porque gosto de música; não ganho um centavo com ele (tanto é que não contém propaganda alguma); disponibilizo álbuns sim, a pedido de quem não encontra ou não sabe procurar.
    Não considero meu Blog pirataria: não vendo música, não vendo CDs, ele não me dá rendimento algum, além da satisfação pessoal.
    Uma das maiores alegrias foi ter recebido no Blog, há alguns meses, um recado da cantora que eu havia postado: Sandra Duailibe. Ela agradecia a divulgação de seus CDs. E há poucos dias, recebi um e-mail carinhoso, onde encaminhou o folder para divulgação de um show que fez em Brasília.
    Ah! Segundo a Desciclopédia "A pirataria moderna, como já foi dita, é a arte de copiar ideias. A ideia é copiada quando o copiador, ou seja, o pirata, pega a copiadora e faz a cópia!! Entendeu? Não?!! Nem eu. E através dessas cópias permitem que pessoas comuns (leia-se miseráveis), possam ter coisas que só a elite consumidora teria. Por exemplo, se você for com 100 reais para a Galeria Pagé, que é o quartel general dos piratas do Brasil, você consegue sair de lá com um conjunto completo da Nike, incluindo jaqueta, camiseta, calça, meia, cueca, adesivo e um ipod, sendo que se ele fosse comprar original, não conseguiria nem comprar o fone de ouvido do mesmo".
    Só rindo mesmo (pra não chorar! hehehe).
    Já como precaução de uma possível remoção sumária do Música, fiz um "mirror" no Wordpress (aproveito a oportunidade para convidá-los a fazer uma visitinha):
    musicasobmedida.wordpress.com
    Engraçado que lá, ao contrário do Blogger, nada foi censurado e/ou removido (até o momento, claro!). E olha que são 1.064 posts, entre eles os novos álbuns da Kate Nash e do Alan Jackson.


    Um abraço!

    Quietinha
    MusicaSobMedida

    ResponderExcluir
  15. Tudo nessa sociedade é tratado como produto, parece que são uns bitolados sem criatividade mesmo. Cultura e conhecimento são tão importantes para nós quanto comida e água. Sites que divulgam música e arte sem fins lucrativos deveriam ser elogiados e não deletados.

    ResponderExcluir
  16. Saudações Parceiros de Ofício e demais apreciadores da boa música!

    Sou um insignificante blogueiro de música (progressivo, hard rock, blues, etc) e recentemente publiquei uma matéria pertinente a esse tema, sugerindo algumas formas de convívio, e estratégias de atuação, que em tese, poderiam atender aos nossos interesses de divulgação da boa música e aos gigantescos interesses econômicos envolvidas na questão.

    Gostaria se não for pedir demais, que vcs. acessem o endereço da postagem, leiam a matéria (é longa) e opinem, e se possível divulguem o melhor possível o seu teor. Muito do que foi comentado aqui, pelos respeitáveis colegas, foi objeto de reflexão no referido texto.

    Acredito sinceramente, que o meu blog venha ser a "bola da vez", por questões que envolvem a liberdade de expressão e a possibilidade de nos fortalecermos.

    Muito obrigado pela atenção!
    Um Grande AbraçO!
    Mercenário Maldito

    "OS BLOG NÃO PRATICAM A “PIRATARIA”, SÃO DIVULGADORES FUNDAMENTAIS PARA A PRESERVAÇÃO DA MÚSICA DE QUALIDADE".
    http://progressivedownloads.blogspot.com/2010/07/os-blog-nao-praticam-pirataria-sao.html

    ResponderExcluir
  17. POXA TENHO UM BLOG DE JROCK,JA É MEU SEGUNDO Q FAÇI.PQ O PRIMEIRO FOI EXCLUIDO PELA MALDITA E MERCENARIA EMPRESA DCMA!!!!!!!!!NUM SEI O Q FAÇO,MAS QUNADO ELS AVISTAM UMA POSTAGENS APARECEM DEPOIS MAIS DE 20 Q ELES MANDAM EXCLUIR,ISSO É UMA PERSEGUIÇÃO SEM FIM!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  18. A questão da disponibilização de downloads em blogs é complexo. Sou um defensor ardoroso da "pirataria" -acho que os direitos autorais "morais" devem ser protegidos, mas os "patrimoniais" podem, e devem, em prol do acesso universal à cultura, ser relativizados- mas é evidente que o cerco ao Blogger nesse sentido vai sendo apertado.

    ResponderExcluir
  19. OLÁ TUDO BEM,EU ESTAVA PROCURANDO SOBRE A LEI DMCA DO EUA,E ACHEI O SEU BLOG,EU TENHO UM TAMBÉM,DE DOWNLOADS DE BANDAS DE ROCK,LOGO NA PRIMEIRA POSTAGEM DOS ROLLING STONES,JÁ ME EXCLUÍRAM O CD,COLOQUEI O SEGUNDO CD,ME EXCLUÍRAM NOVAMENTE,HOJE (22/11/2012)FUI POSTAR OUTRO ÁLBUM DA BANDA,AVISO DO DMCA DENÚNCIA DE VIOLAÇÃO DE DIREITOS AUTORAIS,EXCLUI TODOS OS ARQUIVOS DOS ROLLING STONES,FAZER O QUE,ESTA BANDA NÃO POSSO POSTAR MAIS,PARABÉNS PELO BLOG,ESSA LEI ESTÁ ACABANDO COM LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...